sexta-feira, 16 de janeiro de 2015







laura makabresku












'Hoje sonhei que estava sentado no parapeito do Viaduto Duarte Pacheco, a minha mãe chegava, dizia
com Deus me deito
com Deus me acho
aqui vai o Tóino
pela cama abaixo
eu ia e logo a seguir nada. Um dia destes vai ser assim, desejo que um dia destes seja assim.'
antónio lobo antunes





















minha tristeza tem nome e gritá-lo dói. tanto que morro. sempre que posso - partiste cedo para as nuvens. sempre ouvi dizer que lá somos mais pequenos. mais miseráveis. os mesmos humanos mas do tamanho de dedos - se me vires pequena acena. manda um temporal. qualquer coisa que me diga que tomas conta de mim - subitamente choro - às vezes sinto-te abraçada a mim. tão quente. que dizer-te agora que a tua presença só existe pelo amor que te tenho e é um amor tamanho. tanto - dizem que está a nevar. sempre gostaste de ver a serra branquinha. e a cada inverno lá ias. monte acima. experimentar o sossego e o frio. dizias: que a minha morte seja assim branquinha - não sei se foi. desconfio que não - imagino-te agora sentada em nuvens brancas a olhar o mundo e a gente pequena. estarás sossegada e feliz. está a nevar -










2 comentários: